top of page

SOBRE TEMPOS QUE DESCANSAM, 2022

Exposição Individual

ALEXANDRA MARTINS

Curadoria Monique Andrade

Tempo é invenção. Entender o mesmo como uma linha contínua faz parte de mais um processo que fomos ensinados a perceber de maneira intrínseca. Essa linha imaginária e linear, que tomamos de base para nossa existência, constrói uma falsa noção de movimento entre o que éramos, somos e nos tornaremos. “Sobre tempos que descansam” renegocia a forma como o tempo nos atravessa. A linearidade não existe e o tempo não é dócil, porque recordar é desembranquecer, assim como esquecer é um processo de embranquecimento e o silenciar de ciclos. Retornar é reconhecer um território que nos foi tomado, é aflorar uma herança que a invenção do tempo fragmentou. Ancestralidade é a ligação de tempos. O nascer de algo é a morte de outrem, ao mesmo tempo que uma semente é plantada para dar origem ao novo, ela é enterrada. Viver o presente é um retorno ao passado, o aparecimento da memória do amanhã é o desaparecimento da imagem do agora. Tempo não é sobre uma linha contínua ou uma polaridade de momentos, é sobre ligação, sobre ciclos. Entender que não existe começo, meio e fim, existem os meios, o movimento, a espera, o descanso.​​

 

Deixar o tempo descansar e parar para escutar o silêncio que ecoa do vazio que busca-se preencher, contar o tempo de cada respiro que sai e do ar que entra, sentir a terra afundar debaixo dos pés na caminhada pelo chão marcado na travessia que carrega passado, presente e futuro. As obras de Alexandra Martins são um retorno ao mesmo tempo que são rituais de cura, criados a partir de memórias fragmentadas que surgem quando a mesma retorna para seu íntimo, seus vazios. Memórias que viram ficção em uma trama de tempo contada a partir do olhar sobre si, sobre aqueles que já cruzaram esse chão e os que ainda cruzarão. Trama que se cria com o tempo de investigação íntima, dos segundos que passam quando olhamos para nós mesmos e para os antepassados. Para a chuva que cai ou para a planta que brota. O tempo de passar um café da tarde ou o tempo do almoço de domingo em família. Preservar a história para que se possa caminhar e ter o tempo de retorno, de descanso.

Galeria A Pilastra

Brasília - DF

15/10/2022 - 03/10/2022

bottom of page